31 3213-0374 | 98955-5665 | 98766-5665 /

Bem-estar!

Valorize o que você tem de melhor!
Home > Blog > Como deve ser a alimentação após a abdominoplastia

Como deve ser a alimentação após a abdominoplastia

A recuperação pós-abdominoplastia dá-se com cerca de 60 dias depois de realizado todo o procedimento cirúrgico. Durante este tempo, é completamente normal o paciente ter alguns inchaços, que são aliviados com a ingestão de analgésicos e com o uso da cinta modeladora. Os cuidados com exercícios físicos e repouso também contribuem para uma boa recuperação, mas, para acelerar esse processo e garantir o melhor resultado da cirurgia, a alimentação também é muito importante.

 

Saiba o que você precisa e o que não deve ingerir após a abdominoplastia:

 

O que ingerir após a abdominoplastia:

  • O Ovo fornece proteínas que favorecem a reconstrução dos tecidos perdidos durante a cirurgia.
  • O Abacate ajuda a eliminar o colesterol ruim e combate os radicais livres. O fruto possui um pigmento chamado betacaroteno, vitaminas A, B, C, D, E, proteínas, cálcio, magnésio, fósforo, ferro e potássio, além de ser um ótimo regulador de intestino.
  • Abóbora, damasco, manga, couve e tomate  são alimentos ricos em antioxidantes, que bloqueiam a ação dos radicais livres liberados durante a cirurgia plástica.
  • Água, sucos naturais de melão, abacaxi e melancia protegem o organismo, hidratando-o e compensando a perda de líquidos, diminuindo o inchaço.
  • Salmão e atum possuem grande quantidade de proteínas, além das “gorduras boas”, que são ricas em ômega 3 e evitam inflamações.
  • A Goiaba  contém muita vitamina C e atua na formação do colágeno, restaurando os tecidos.
  • Cenoura e beterraba são legumes e também possuem o betacaroteno, que ajuda na cicatrização.
  • Castanha-Do-Pará possui selênio em abundância, um influente elemento antioxidante, que elimina os radicais livres do organismo.
  • As Fibras em geral melhoram a função intestinal e diminuem o nível de colesterol. Algumas opções são verduras, legumes, mamão, ameixa, nectarina e cereais integrais.

 

O que deve ser evitado após a abdominoplastia:

  • Chocolates e doces são alimentos que dificultam a digestão, além de conter gorduras e açúcares em grande quantidade, que interfere na produção de colágeno e aumenta a flacidez.
  • A Carne vermelha dificulta a digestão e causa desconforto no organismo, sobrecarregando os rins e o fígado, além de provocar desequilíbrio entre as bactérias boas e nocivas que vivem no intestino, levando à prisão de ventre.
  • Leite e derivados podem provocar a prisão de ventre, gases e impedir a absorção de nutrientes essenciais na fase pós-operatória. O alimento aumenta a produção excessiva de muco no sistema digestivo e dificulta a eliminação de resíduos tóxicos pelos intestinos.
  • Alimentos fermentativos,  como feijão, lentilha, grão-de-bico, repolho e massas devem ser evitados, pois causam a fermentação do estômago e causam a dilatação, formado gases e cólicas.
  • As Bebidas alcoólicas no pós-operatório podem alterar o efeito dos medicamentos, causando reações indesejáveis ao paciente.
  • O Sal em excesso também deve ser evitado. Os alimentos com alta concentração de sódio causam a retenção de líquidos e provocam inchaço.
  • Os alimentos que possuem cafeína exercem um efeito tóxico, o que desidrata o organismo e leva as glândulas suprarrenais à exaustão, aumentando o estresse.
  • Gorduras saturadas ou trans  elevam o nível do “mau colesterol” e diminuem o “bom colesterol”, o que desequilibra os graus de ômega 3 e 6 e ácidos graxos essenciais diretamente ligados ao processo anti-inflamatório.

Veja também!

PESQUISA

DR. FREDERICO VASCONCELOS // CIRURGIÃO PLÁSTICO
  • Formado em Medicina pela Faculdade de Ciencias Médicas de Minas Gerais - FCMMG - BH/MG.
  • Especialização em Cirurgia Geral pelo Hospital Biocor - Nova Lima Grande BH/MG.
  • Especialização em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José / Feluma-FCMMG - BH/MG.
  • Membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia.
  • Membro do Conselho Regional de Medicina de MG.
  • Membro do Conselho Regional do ES.
  • Membro do Corpo Clínico de Cirurgia Plástica do Hospital Materdei.
  • Membro da Equipe de Cirurgia Plastica do Hospital Villa da Serra.
cirurgia plástica cirurgia plastica