31 3213-0374 | 98955-5665 | 98766-5665 /

Cuide-se!

Aumente sua auto-estima e fique de bem com a vida!
Home > Blog > É necessária fisioterapia após cirurgia plástica?

É necessária fisioterapia após cirurgia plástica?

FisioterapiaCom o relevante número de 1.000.000 de cirurgias estéticas, a cada três anos no Brasil, o país ocupa lugar de destaque no cenário mundial de cirurgia plástica, de acordo com dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Com este volume tão intenso de cirurgias, surge também a curiosidade e dúvida sobre o pós-operatório e a necessidade ou não, de se realizar a fisioterapia, em determinados tipos de intervenções estéticas.

E você, o que acha? Que a fisioterapia deve ser adotada ou não?

Abordaremos esta reflexão a seguir, acompanhe este post.

 

Reparo tecidual (cicatrização)

Por mais que o paciente tenha feito todos os exames pré-operatórios, seguido todas as orientações médicas e seja considerada apta a realizar a cirurgia plástica, assim como demais procedimentos cirúrgicos, há, mesmo que mínimo, o risco de alguma complicação.

Algumas destas complicações podem surgir na forma de seroma, fibroses, deiscência, edema, equimose, hematoma, e problemas de cicatrização, ou reparo tecidual.

Nestes casos, a fisioterapia é mais uma aliada, para atuar na solução destes possíveis contratempos pós-cirúrgicos, e contribuindo para o efetivo sucesso da intervenção estética nas pacientes.

Benefícios da fisioterapia pós-cirúrgica

Há diversas vantagens na aplicação da fisioterapia após a cirurgia plástica, dentre as quais, destacamos:

  • Melhora da textura da pele;
  • Estímulo da eliminação de nódulos fibróticos;
  • Redução do edema;
  • Retorno mais rápido às atividades cotidianas da paciente;
  • Prevenção e minimização de possíveis efeitos que surgem nos tecidos em decorrência do processo de cicatrização, entre outros benefícios.

Dito isto, podemos afirmar algumas conclusões.

A primeira, é que a questão da fisioterapia pós-cirúrgica pode ser necessária, variando de acordo com cada paciente e caso. A segunda, é que ela não se resume apenas em questões como, sessões de drenagem linfática, por exemplo- um dos procedimentos mais comuns e conhecidos.

Ao realizar a cirurgia plástica, somente seu médico cirurgião poderá indicar ou não, a necessidade de determinados procedimentos de fisioterapia.

Veja também!

PESQUISA

DR. FREDERICO VASCONCELOS // CIRURGIÃO PLÁSTICO
  • Formado em Medicina pela Faculdade de Ciencias Médicas de Minas Gerais - FCMMG - BH/MG.
  • Especialização em Cirurgia Geral pelo Hospital Biocor - Nova Lima Grande BH/MG.
  • Especialização em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José / Feluma-FCMMG - BH/MG.
  • Membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia.
  • Membro do Conselho Regional de Medicina de MG.
  • Membro do Conselho Regional do ES.
  • Membro do Corpo Clínico de Cirurgia Plástica do Hospital Materdei.
  • Membro da Equipe de Cirurgia Plastica do Hospital Villa da Serra.
cirurgia plástica cirurgia plastica