31 3213-0374 / 8766-5665 / 8955-5665

Cuide-se!

Aumente sua auto-estima e fique de bem com a vida!
Home > Blog > Injeções de silicone líquido são seguras?

Injeções de silicone líquido são seguras?

Por mais de 50 anos, o silicone líquido injetável tem sido utilizado para aumento de tecidos do corpo humano. Embora seja considerado muito arriscado como injeções cosméticas faciais, há médicos que utilizam legalmente o produto. Não é comprovado que o silicone líquido provoca qualquer doença sistêmica, mas muitos estudos demonstraram que o silicone pode ser potencialmente problemático. Isso porque as migrações (movimento para longe do local pretendido) é uma possibilidade, além da inflamação localizada, que pode apresentar problemas como exercer pressão sobre os nervos próximos, o que afeta a sensação e o movimento dos músculos.

Além disso, a qualidade por vezes apontada como principal vantagem do silicone – sua permanência – também é, possivelmente, a sua maior responsabilidade. Se o procedimento der errado, o silicone líquido é impossível de removido sem causar danos significativos para o tecido circundante.

Os argumentos em favor de silicones líquidos

Por outro lado, os defensores do uso de silicone líquido alegam a facilidade de uso do produto, os resultados duradouros e o baixo custo como vantagens sobre outros tipos de silicone. Eles afirmam que injeções de silicone líquido têm sido utilizadas com sucesso há décadas em aplicações como o preenchimento de cicatrizes de acne, melhora de áreas faciais afetadas por lipoatrofia e, até mesmo, na rinoplastia não cirúrgica.

Outro argumento popular que estendeu a favor do uso de injeções de silicone líquido para aumento dos tecidos moles é que o produto também trata um descolamento de retina, além de servir como um lubrificante para agulhas hipodérmicas.

Os defensores de silicone enfatizam que a maioria das complicações notáveis é geralmente resultado de injeção de grande volume e/ou de grau industrial, falsificada ou de material adulterado. Eles são rápidos em apontar que muitos relatos na mídia (e até mesmo em algumas respeitadas revistas médicas) não conseguem distinguir entre a injeção de silicone de grau médico injetado por profissionais bem treinados, utilizando a técnica adequada, e a injeção de grandes volumes de grau industrial, usada por profissionais não licenciados ou não qualificados.

 

Onde todos concordam

É importante notar que ambos os adversários e defensores do silicone líquido concordam que há certas práticas que são categoricamente inseguras e nunca devem ser feitas com o produto. A primeira é injetar grandes volumes de silicone líquido para aumentar as partes do corpo, tais como os seios, pernas e nádegas. Esta tendência perigosa e desfigurante foi, infelizmente, associada à comunidade transexual e a uma atividade chamada “bomba” ou “plumping” das partes do corpo.

Veja também!

PESQUISA

DR. FREDERICO VASCONCELOS // CIRURGIÃO PLÁSTICO
  • Formado em Medicina pela Faculdade de Ciencias Médicas de Minas Gerais - FCMMG - BH/MG.
  • Especialização em Cirurgia Geral pelo Hospital Biocor - Nova Lima Grande BH/MG.
  • Especialização em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José / Feluma-FCMMG - BH/MG.
  • Membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia.
  • Membro do Conselho Regional de Medicina de MG.
  • Membro do Conselho Regional do ES.
  • Membro do Corpo Clínico de Cirurgia Plástica do Hospital Materdei.
  • Membro da Equipe de Cirurgia Plastica do Hospital Villa da Serra.
cirurgia plástica cirurgia plastica