31 3213-0374 | 98955-5665 | 98766-5665 /

Cuide-se!

Aumente sua auto-estima e fique de bem com a vida!
Home > Blog > O perigo dos bronzeadores

O perigo dos bronzeadores

Um bronzeado, se feito na praia, em uma cabine, ou através de exposição acidental ao sol, quando não feito da forma correta, pode ser ruim para a saúde da pele. Os danos causados pela radiação ultravioleta (UV) do sol ou lâmpadas de bronzeamento são capazes de prejudicar significativamente as células da pele.

O dano cumulativo causado pela radiação UV pode até mesmo levar ao envelhecimento prematuro da pele (rugas, flacidez, manchas marrons, e muito outros), assim como o câncer de pele. Na verdade, as pessoas que estão expostas aos UV são 74% por cento mais propensas a desenvolver problemas de pele do que aquelas que nunca se bronzearam e se expõe pela primeira vez.

Você não quer expor sua pele aos raios nocivos do sol, mas ainda deseja uma cor bronzeada e brilhante? Você pode considerar o uso de produtos de bronzeamento artificial, mas primeiro precisa entender como esses produtos de bronzeamento artificial trabalham e a importância de aplicá-los com cuidado e corretamente.

 

Como produtos de bronzeamento artificial funcionam?

Os produtos de bronzeamento artificial, também chamados de autobronzeadores, podem dar a sua pele uma aparência bronzeada sem expô-lo aos raios ultravioleta (UV). Esses são comumente vendidos como loções e sprays que você aplica na sua pele. Um spray profissional e de qualidade de bronzeamento pode ser encontrado em muitas drogarias, lojas de produtos de beleza e em centros de estética.

O ingrediente ativo na maioria dos produtos de bronzeamento artificial é o aditivo cor, dihidroxiacetona. Quando aplicado, o dihidroxiacetona reage com as células mortas da superfície da pele para escurecer temporariamente a pele. A coloração geralmente desaparece após alguns dias.

Os produtos de bronzeamento artificial podem ou não conter filtro solar. Se um produto não contém protetor solar, ele só será eficaz para algumas horas. É importante lembrar que a cor produzida por um produto de bronzeamento artificial sem protetor solar não irá proteger sua pele dos raios ultravioletas. Então, se você for passar um tempo ao ar livre, o protetor solar continua a ser essencial.

Você deve procurar sempre produtos que tenham certificado de qualidade e que não irão maltratar a sua pele. Esses, além de oferecerem uma pele bronzeada e saudável, são muito mais seguros do que as câmaras de bronzeamento.

 

E sobre pílulas de bronzeamento artificial?

As pílulas de bronzeamento artificial, que normalmente contêm o aditivo cantaxantina cor, não são seguras. Quando tomada em grandes quantidades, a cantaxantina pode transformar sua pele em uma cor laranja ou marrom e causar urticária, danos no fígado e problemas de visão.

Veja também!

PESQUISA

DR. FREDERICO VASCONCELOS // CIRURGIÃO PLÁSTICO
  • Formado em Medicina pela Faculdade de Ciencias Médicas de Minas Gerais - FCMMG - BH/MG.
  • Especialização em Cirurgia Geral pelo Hospital Biocor - Nova Lima Grande BH/MG.
  • Especialização em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José / Feluma-FCMMG - BH/MG.
  • Membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia.
  • Membro do Conselho Regional de Medicina de MG.
  • Membro do Conselho Regional do ES.
  • Membro do Corpo Clínico de Cirurgia Plástica do Hospital Materdei.
  • Membro da Equipe de Cirurgia Plastica do Hospital Villa da Serra.
cirurgia plástica cirurgia plastica