31 3213-0374 | 98955-5665 | 98766-5665 /

Surpreenda-se

Cirurgia plástica segura. Marque sua consulta!
Home > Cirurgia Plástica > Rinoplastia (Cirurgia do nariz)

Rinoplastia (Cirurgia do nariz)

Rinoplastia (Cirurgia do nariz)

A CIRURGIA DE RINOPLASTIA EM BH

O objetivo da rinoplastia ou cirurgia do nariz é a alteração da estrutura osteocartilaginosa do nariz, buscando um resultado harmônico e natural de acordo com a face do paciente. O cirurgião considera as possibilidades do procedimento e onde as intervenções serão necessárias: dorso, ponta, asas, columela, septo etc. A estrutura nasal é complexa e costuma variar intensamente de indivíduo para indivíduo, ou seja, existem algumas limitações técnicas para a cirurgia. Quando essas limitações estruturais são ignoradas, a modelação de um nariz de acordo com o rosto de um artista ou outra inspiração pode acarretar a desarmonia do conjunto facial do paciente.

COMO É FEITA A RINOPLASTIA?

A operação geralmente é realizada ambulatorialmente, ou seja, com alta hospitalar prevista para o mesmo dia.

A anestesia é local com sedação, podendo ser geral, de acordo com cada caso, especialmente considerando-se a avaliação do anestesista e a conveniência do cirurgião. A duração do ato é de cerca de 90 minutos, prolongado de acordo com o caso específico. Realiza-se a cirurgia através das narinas, com instrumentos apropriados que atingem as estruturas desejadas, não resultando em cicatrizes externas na maioria dos casos.

ANTES E DEPOIS DA RINOPLASTIA

Apesar dos resultados serem satisfatórios para os pacientes, não podemos mostrar as fotos da rinoplastia. O código de normas e condutas do cirurgião plástico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica proíbe a exibição de fotos de antes e depois, mesmo que haja autorização do paciente. Proíbe, ainda, o uso de fotos de partes do corpo. A divulgação de preços e condições de pagamento em meios de comunicação, como jornal e TV, também é vedada.

COMO DEVO ME PREPARAR PARA A RINOPLASTIA?

Após conversar com o médico e esclarecer todas as dúvidas, ele indicará ao paciente alguns exames de rotina, que se recomenda sejam feitos cerca de 10 dias antes da cirurgia no nariz. Também uma avaliação clínico-cardiológica (risco cirúrgico) será recomendada. Em determinados casos, podem ser solicitados outros exames específicos que possam ajudar no esclarecimento diagnóstico, por exemplo, uma avaliação do otorrinolaringologista.

Confira o manual de recomendações do pré-operatório:

Baixe o manual de recomendações para o procedimento de rinoplastia:

COMO É O PÓS-OPERATÓRIO DA CIRURGIA DE NARIZ (RINOPLASTIA)?

Logo após a cirurgia no nariz, o paciente permanecerá sonolento e poderá iniciar a dieta algumas horas depois, dependendo de cada caso. Isso será orientado pelo cirurgião e sua equipe. A cabeça ficará um pouco elevada, e o paciente não poderá deitar-se de lado para não comprimir a região operada nem distorcer o edema.

A partir da operação de rinoplastia, o organismo reage com inchaço e manchas roxas na pele que podem variar de uma forma discreta a reações mais intensas. Essas reações podem aumentar nos três primeiros dias e, após esse tempo, iniciam o processo de regressão.

Normalmente a cirurgia no nariz e o período pós-operatório não são dolorosos. Pequenas e eventuais sensações de dor poderão ser controladas com analgésicos comuns. O uso de gotas descongestionantes poderá ser recomendado. Não se devem usar medicamentos sem o conhecimento do médico.

Como todo processo cicatricial, também no nariz, o organismo precisa “esquecer” que foi agredido. Esse tempo de recuperação é um pouco mais longo nas rinoplastias; assim, somente após 6 a 12 meses é que se devem avaliar os resultados da cirurgia. Nosso organismo trabalha de forma ordenada e dentro de um tempo certo. Temos que controlar nossas ansiedades e aguardar a evolução natural, pois aqui não se pode interferir para mudar o curso do processo de cicatrização da cirurgia.

Confira o manual de recomendações do pós-operatório:

Baixe o manual de recomendações para o procedimento de rinoplastia:

DÚVIDAS FREQUENTES DE RINOPLASTIA 

A Rinoplastia deixa cicatrizes no nariz?
Certos narizes permitem que as cicatrizes fiquem escondidas dentro da cavidade nasal. Nesses casos, não haverá cicatriz aparente após a rinoplastia. Em outros casos, entretanto, existem cicatrizes externas pouco aparentes, em função de incisões (cortes) feitas na columela ou nas asas nasais.

Poderei escolher o formato que quiser para o meu nariz?
Não. Existe um equilíbrio estético entre o nariz e a face, o qual o cirurgião deve observar, a fim de preservar a naturalidade e autenticidade do rosto. Cada caso é estudado minuciosamente para dar ao nariz a melhor forma possível dentro das exigências da face. Se a sua escolha coincidir com aquele tipo de nariz planejado, sem dúvida, seu desejo será atendido. Cirurgião e paciente deverão estar de acordo com a cirurgia possível de se realizar.

O resultado definitivo da rinoplastia em relação à forma e função do nariz é imediato?
Não. Várias fases são características do pós-operatório do nariz. Numa 1ª fase (logo após a retirada do gesso, em torno do 7º dia), apesar de corrigidos vários defeitos estéticos do nariz original, notamos um edema (inchação) que vai diminuindo e que tende a se normalizar em torno do 6º mês. Existem pacientes que atingem o resultado definitivo da rinoplastia um pouco antes, bem como outros que ultrapassam esse período. A persistência ou não do edema transitório por um período mais longo que o normal geralmente não interfere no resultado final.

Como ficará minha respiração após a cirurgia no nariz?
A rinoplastia também visa, se possível, melhorar as condições respiratórias do paciente, quando essas são precárias no nariz original. Apesar de haver alguma dificuldade respiratória no pós-operatório mediato (algumas semanas), isso se deve ao fato de o “edema” também existir na parte interna do nariz. O movimento de “válvula respiratória” também pode estar prejudicado nesse período por alteração da elasticidade das asas. Com o decorrer do tempo, tende a normalizar-se. Problemas respiratórios poderão estar ligados ao septo que, em certos casos, poderá ser corrigido no mesmo ato cirúrgico.

Qual o tipo de anestesia utilizada para a operação de rinoplastia?
Tanto a anestesia local quanto a geral ou a associada serão utilizadas na cirurgia do nariz. Ficará a critério de cirurgião e paciente decidirem qual o mais indicado em cada caso.

Quanto tempo demora a cirurgia de rinoplastia?
A rinoplastia é feita entre duas e quatro horas. Em alguns casos, esse tempo é ultrapassado, desde que as circunstâncias assim exijam. Entretanto, o tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois essa permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória. Seu médico poderá lhe informar quanto ao tempo total.

Qual o tempo de internação após a cirurgia no nariz?
Após a rinoplastia, o tempo de internação poderá variar entre meio período e 1 dia. Tudo dependerá do tipo de anestesia utilizada e da recuperação do paciente no pós-operatório imediato. Seu médico procurará determinar o tempo de internação, sempre visando a seu maior conforto e segurança.

São utilizados curativos após a rinoplastia?
Sim. São utilizados curativos por um período de duas semanas após a cirurgia no nariz. Quando se realiza o procedimento de fratura, o nariz é mantido imobilizado por cerca de 7 a 8 dias. Em alguns casos, utiliza-se o tamponamento nasal, que poderá ser deixado por 24 a 72 horas. Se for realizada a correção simultânea do septo, este tempo poderá ser maior, com troca de tampões.

Ouvi dizer que o nariz “sangra” nos primeiros dias após a rinoplastia. Isso é verdade?
Existe um pequeno sangramento, que é normal, nas primeiras 48 horas. Isso, entretanto, não deverá ser motivo de preocupação. Um curativo de proteção, sobreposto à abertura do nariz, é conservado propositadamente, a fim de minimizar esse sangramento. Esse curativo adicional poderá ser trocado em casa, tantas vezes quanto necessário.

Sentirei dor no pós-operatório?
Raramente. A rinoplastia apresenta pós-operatório bastante confortável. Quando ocorrer uma eventual dor, essa é facilmente combatida com analgésicos, que lhe serão receitados.

Existe risco na rinoplastia?
Raramente uma cirurgia de rinoplastia determina sérias complicações. Isso se deve ao fato de se preparar convenientemente cada paciente para o ato operatório, além de ponderarmos sobre a conveniência de associação dessa cirurgia simultaneamente a outras.

Em que posição deverei dormir, nos primeiros dias após a cirurgia no nariz?
Sempre com a cabeça discretamente elevada do leito (travesseiro). Manter-se com a face voltada para cima, sempre que possível.

Como é o pós-operatório da rinoplastia?
Não se esqueça de que, até que se complete a evolução pós-operatória, diversas fases evolutivas são características desse tipo de cirurgia. Edemas (inchaço), “manchas” de infiltrado sanguíneo, dificuldade respiratória nos primeiros dias são comuns a todos os pacientes após a cirurgia de nariz; evidentemente, alguns apresentam esses fenômenos com intensidade variável. Dê tempo para que seu organismo se encarregue de dissipar todos os pequenos transtornos. Lembre-se de que toda e qualquer preocupação de sua parte deverá ser transmitida ao seu cirurgião plástico. Geralmente, existe um período de euforia, logo que se retira o gesso ou o imobilizador (7º dia). Em raros casos, uma discreta ansiedade advém, em decorrência do aspecto transitório do edema e das manchas sanguíneas. Isto é passageiro e geralmente reflete o desejo de se atingir uma evolução final da cirurgia o quanto antes. Tenha paciência. Lembre-se de que nenhuma cirurgia do nariz deverá ser avaliada antes do 6º mês pós-operatório.


DR. FREDERICO VASCONCELOS // CIRURGIÃO PLÁSTICO
  • Formado em Medicina pela Faculdade de Ciencias Médicas de Minas Gerais - FCMMG - BH/MG.
  • Especialização em Cirurgia Geral pelo Hospital Biocor - Nova Lima Grande BH/MG.
  • Especialização em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José / Feluma-FCMMG - BH/MG.
  • Membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.
  • Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
  • Membro da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia.
  • Membro do Conselho Regional de Medicina de MG.
  • Membro do Conselho Regional do ES.
  • Membro do Corpo Clínico de Cirurgia Plástica do Hospital Materdei.
  • Membro da Equipe de Cirurgia Plastica do Hospital Villa da Serra.
cirurgia plástica cirurgia plastica